China interrompe importações futuras de petróleo e pode afetar a Petrobras

Please enter banners and links.

O que aconteceu? Desde a semana passada, nenhuma venda de cargas para entrega em março do Brasil e da Colômbia foi registrada e cargas sem vender estão se acumulando, segundo fontes do setor. O interesse dos clientes tem sido fraco. Até o momento, a China não cancelou ou adiou nenhuma carga prevista para fevereiro.

Por que o coronavírus tem causado a paralisação? O governo chinês ordenou a suspensão de muitas atividades econômicas em uma tentativa de conter a propagação da doença, que já matou mais de 300 pessoas e deixou contaminadas mais de 14 mil (dados até este sábado, primeiro dia de fevereiro).

Qual impacto das suspensões citadas para os preços do petróleo? Os preços futuros de petróleo caminhavam no fim de janeiro para o pior resultado desde maio passado, levando a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e países aliados a avaliar a realização de uma reunião de emergência neste mês.

E para o Brasil especificamente, qual o impacto? Ainda não existem dados oficiais, mas o fato é que a China respondeu por 72% de todo o volume de petróleo exportado pela Petrobras nos nove primeiros meses de 2019 (dado mais recente divulgado). O segundo principal destino foi os Estados Unidos, com apenas 11% do total.

Refinarias na China — que recebem cerca de 30% dos embarques dos países exportadores da América Latina, entre os quais o Brasil — poderão cortar a produção em meio a especulações de que restrições de viagem para conter a propagação do coronavírus reduzirão a demanda por gasolinadiesel e combustível de aviação.

Deixe uma resposta