A+
A
A-
Home >>> Fique por Dentro >>> Notícias
Notícias

Setembro registra venda média diária de R$ 29,5 bilhões, 20% maior que no ano passado

Resultado de setembro é o mais expressivo de 2020, de acordo com boletim da Receita que tem como base as notas fiscais eletrônicas emitidas. Vendas da indústria cresceram 16%.
03/11/2020

A média diária de vendas no Brasil em setembro, incluindo todos os setores (comércio, indústria, serviços), foi de R$ 29,5 bilhões, valor 20% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado e, portanto, antes à pandemia, informou nesta terça-feira (3) a Receita Federal.

Na comparação com agosto deste ano, o valor médio diário das vendas aumentou 10,2%. As números estão em boletim e têm como base as notas fiscais eletrônicas emitidas no período.

De acordo com a Receita, o resultado de setembro também é o mais expressivo de todo o ano de 2020. Na indústria, as vendas cresceram 16% (leia mais abaixo).

O aumento expressivo nas vendas foi verificado em todas as regiões do país, com destaque para a região Norte, onde a alta foi de 33,1% em relação ao mesmo mês do ano passado.

  • Norte: média diária de R$ 2,02 bilhões, alta de 33,1%;
  • Centro-Oeste: média diária de R$ 3,71 bilhões, alta de 26,5%
  • Nordeste: média diária de R$ 3,39 bilhões, alta de 22,4%;
  • Sul: média diária de R$ 6,14 bilhões, alta de 22%;
  • Sudeste: média diária de R$ 14,24 bilhões, alta de 15,5%.

Esse aumento nas vendas ocorre em meio à forte injeção de recursos pelo governo federal para minimizar os efeitos da pandemia da Covid-19 na economia brasileira.

De acordo com o Siga Brasil, ferramenta do Senado onde é possível pesquisar dados sobre execução orçamentária, até o dia 1º de novembro o governo já havia desembolsado R$ 469,7 bilhões em ações relacionadas ao enfrentamento da pandemia, a maior parte com o auxílio emergencial distribuído a trabalhadores informais: R$ 229 bilhões.

O pagamento do auxílio emergencial em meio à pandemia tem sido apontado como um dos principais fatores de alavancagem das vendas de produtos básicos e também de material de construção.

De acordo com o boletim da Receita, as vendas no seguimento de material de construção somaram R$ 66,2 bilhões em setembro, alta de 35,28% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Esse aumento da demanda têm contribuído para a disparada nos preços de alguns itens e também para pressionar a inflação. Em resposta, na semana passada o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que estuda reduzir o tributo sobre a importação de material de construção.


Setores

De acordo com o boletim da Receita Federal, a venda média diária da indústria brasileira em setembro foi de R$ 15,6 bilhões, valor que é 10% maior que o registrado em agosto deste ano e 16% maior que o verificado em setembro de 2019.

Já no comércio, a venda média diária de R$ 11 bilhões registrada em setembro é 10,7% superior à de agosto e 24% maior que a de setembro do ano passado.

Se considerado apenas o comércio eletrônico, informou a Receita, o aumento foi de 57,2% em relação a setembro do ano passado. Na comparação com agosto deste ano, porém, o boletim mostra que houve estabilidade (alta de 1,6%).



Fonte: www.g1.globo.com

<<< Voltar ao topo
X Você poderá receber informações sobre as novidades, ações e eventos do Sistema Confere/Cores. Sim, aceito receber informações do Confere por e-mail e celular. Você pode cancelar a sua inscrição a qualquer momento. Suas informações serão armazenadas dentro dos mais rígidos critérios de segurança no banco de dados do Confere e serão tratadas de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPDP).
Informações Dúvidas Frequentes Entre Cores Acesso Restrito Webmail Acesse nossas redes sociais
Newsletter
Inscreva-se para receber nossos informativos
Contato Telefone: (21) 2533-8130 E-mail: confere@confere.org.br Av. Graça Aranha, 416 / 4º andar, Rio de Janeiro / RJ, CEP 20030-001
Fale Conosco